O Grande Encontro - 20 anos

2016

Formato(s): CD DVD

Lançamento: 2016

Gravadora: Sony Music

Selo: Sony Music

Direção Artística: André Brasileiro
Roteiro Musical: Alceu Valença, Elba Ramalho e Geraldo Azevedo
Produção Musical: Zé Américo Bastos
Direção Musical: Marcos Arcanjo e Paulo Rafael
Direção de Produção: Alexandre Valentim
Cenografia e Direção de Arte: Gringo Cardia
Figurino: Carla Silveira
Direção de vídeo: Bruno Murtinho

Banda: Paulo Rafael (Guitarra), Marcos Arcanjo (Guitarra e Violão), Rafael Meninão (Sanfona), Cesar Michiles (Flautas e Sax), Ney Conceição (Baixo), Cassio Cunha (Bateria) e Anjo Caldas (Percussão)

01Anunciação

Anunciação
Alceu Valença

Intérpretes: Alceu Valença, Elba Ramalho e Geraldo Azevedo

Na bruma leve das paixões que vêm de dentro
Tu vens chegando pra brincar no meu quintal
No teu cavalo, peito nu, cabelo ao vento
E o Sol quarando nossas roupas no varal

Na bruma leve das paixões que vêm de dentro
Tu vens chegando pra brincar no meu quintal
No teu cavalo, peito nu, cabelo ao vento
E o Sol quarando nossas roupas no varal

Tu vens, tu vens
Eu já escuto os teus sinais
Tu vens, tu vens
Eu já escuto os teus sinais

A voz do anjo sussurrou no meu ouvido
Eu não duvido, já escuto os teus sinais
Que tu virias numa manhã de domingo
Eu te anuncio nos sinos das catedrais

Tu vens, tu vens
Eu já escuto os teus sinais
Tu vens, tu vens
Eu já escuto os teus sinais

Na bruma leve das paixões que vêm de dentro
Tu vens chegando pra brincar no meu quintal
No teu cavalo, peito nu, cabelo ao vento
E o Sol quarando nossas roupas no varal

Tu vens, tu vens
Eu já escuto os teus sinais
Tu vens, tu vens
Eu já escuto os teus sinais

A voz do anjo sussurrou no meu ouvido
Eu não duvido, já escuto os teus sinais
Que tu virias numa manhã de domingo
Eu te anuncio nos sinos das catedrais

Tu vens, tu vens
Eu já escuto os teus sinais
Tu vens, tu vens
Eu já escuto os teus sinais

02Caravana

Caravana
Alceu Valença e Geraldo Azevedo

Intérpretes: Alceu Valença, Elba Ramalho e Geraldo Azevedo

Corra não pare, não pense demais
Repare essas velas no cais
Que a vida é cigana
É caravana
É pedra de gelo ao sol
Degelou teus olhos tão sós
Num mar de água clara, clara
Corra não pare, não pense demais
Repare essas velas no cais
Que a vida é cigana
É caravana
É pedra de gelo ao sol
Degelou teus olhos tão sós
Num mar de água clara, clara
Corra não…

03Me dá um beijo

Me dá um beijo
Alceu Valença

Intérpretes: Alceu Valença, Elba Ramalho e Geraldo Azevedo

Me dá um beijo, hum
Vige, um beijo, hum
Dê cá um beijo, hum

Se eu não lhe amo, Mara
Morena manhosa
Mara maravilhosa
Morro e Mara morrerá

Me dá um beijo, hum
Vige, um beijo, hum
Dê cá um beijo, hum

Se eu não lhe amo, Mara
Morena manhosa
Mara maravilhosa
Morro e Mara morrerá

O sol despontando raiou o dia
O olhar de Mara, mar azulou
Vai dançar o frevo na avenida
Vai abrir janelas pro nosso amor

Se eu não lhe amo, Mara
Morena manhosa
Mara maravilhosa
Morro e Mara morrerá

Me dá um beijo, hum
Vige, um beijo hum
Dê cá um beijo, hum

Se eu não lhe amo, Mara
Morena manhosa
Mara maravilhosa
Morro e Mara morrerá

O sol despontando
Raiou o dia
Ô Mara
Com olhar de Mara mar azulou
Ô Mara
Vai dançar o frevo na avenida
Ô Mara
Vai abrir janelas
Pro nosso amor

Se eu não lhe amo, Mara
Morena manhosa
Mara maravilhosa
Morro e Mara morrerá

Me dá um beijo, hum
Vige, um beijo, hum
Dê cá um beijo, hum

Se eu não lhe amo, Mara
Morena manhosa
Mara maravilhosa
Morro e Mara morrerá

04Sabiá

Sabiá
Luiz Gonzaga e Zé Dantas

Intérpretes: Alceu Valença, Elba Ramalho e Geraldo Azevedo

A todo mundo eu dou psiu (Psiu, Psiu, Psiu)
Perguntando por meu bem (Psiu, Psiu, Psiu)
Tendo um coração vazio
Vivo assim a dar psiu
Sabiá, vem cá também (Psiu, Psiu, Psiu)

A todo mundo eu dou psiu (Psiu, Psiu, Psiu)
Perguntando por meu bem (Psiu, Psiu, Psiu)
Tendo um coração vazio
Vivo assim a dar psiu
Sabiá, vem cá também (Psiu, Psiu, Psiu)

Tu que anda pelo mundo (Sabiá)
Tu que tanto já voou (Sabiá)
Tu que fala aos passarinhos (Sabiá)
Alivia minha dor (Sabiá)

Tem pena d'eu (Sabiá)
Diz por favor (Sabiá)
Tu que tanto anda no mundo (Sabiá)
Onde anda o meu amor
Sábia

A todo mundo eu dou psiu (Psiu, Psiu, Psiu)
Perguntando por meu bem (Psiu, Psiu, Psiu)
Tendo um coração vazio
Vivo assim a dar psiu
Sabiá, vem cá também (Psiu, Psiu, Psiu)

A todo mundo eu dou psiu (Psiu, Psiu, Psiu)
Perguntando por meu bem (Psiu, Psiu, Psiu)
Tendo um coração vazio
Vivo assim a dar psiu
Sabiá, vem cá também (Psiu, Psiu, Psiu)

Tu que anda pelo mundo (Sabiá)
Tu que tanto já voou (Sabiá)
Tu que fala aos passarinhos (Sabiá)
Alivia minha dor (Sabiá)

Tem pena d'eu (Sabiá)
Diz por favor (Sabiá)
Tu que tanto anda no mundo (Sabiá)
Onde anda o meu amor
Sábia

(Psiu, Psiu, Psiu)
(Psiu, Psiu, Psiu)

(Psiu, Psiu, Psiu)

(Sabiá)
(Sabiá)
(Sabiá)
(Sabiá)

Tem pena d'eu (Sabiá)
Diz por favor (Sabiá)
Tu que tanto anda no mundo (Sabiá)
Onde anda o meu amor
Sabiá

05Papagaio do Futuro / Coco das Serras

Papagaio do Futuro / Coco das Serras
Alceu Valença; DP

Intérpretes: Alceu Valença  e Geraldo Azevedo

Estou montado no futuro indicativo
Já não corro mais perigo
Nada tenho a declarar
Terno de vidro costurado a parafuso
Papagaio do futuro
Num para-raio ao luar

Eu fumo e tusso
Fumaça de gasolina
Olha que eu fumo e tusso (2x)

Quem sabe, sabe, quem não sabe, sobra
Cobra caminha sem ter direção.
Quem sabe a cabra das barbas do bode
A águia avoa sem ser avião (2x)

Estou montado no futuro indicativo
Já não corro mais perigo
Nada tenho a declarar
Terno de vidro costurado a parafuso
Papagaio do futuro
Num para-raio ao luar

Eu fumo e tusso
Fumaça de gasolina
Olha que eu fumo e tusso (2x)

Quem sabe, sabe, quem não sabe, sobra
Cobra caminha sem ter direção.
Quem sabe a cabra das barbas do bode
A águia avoa sem ser avião (2x)

Vamos salvar as serras
Da beira do rio à Sant'Ana (4x)

Serra do Mar, Serra da Remetedeira
Pra cantar, eu sou Madeira
Cheguei na Serra do Poço
É um colosso, Serra dos Dois "Zirimão"
Brejo, Brejão, eu tô na Serra da Capela
O catuaba tá doente da goela ficou de sentinela,
Se ele morrer, vai pro céu
Fiz um chapéu feito da palha do milho
Serra da Beira do Rio, Serra de Montevidéu

Estou montado no futuro indicativo
Já não corro mais perigo
Nada tenho a declarar
Terno de vidro costurado a parafuso
Papagaio do futuro
Num para-raio ao luar

Eu fumo e tusso
Fumaça de gasolina
Olha que eu fumo e tusso (2x)

Vamos salvar as serras
Da beira do rio à Sant'Ana (4x)

06Moça Bonita

Moça Bonita
Geraldo Azevedo e Capinan

Intérpretes: Alceu Valença  e Geraldo Azevedo

Moça bonita
Seu corpo cheira
Ao botão da laranjeira
Eu também não sei se é
Imagine o desatino
É um cheiro de café
Ou é só cheiro feminino
Ou é só cheiro de mulher

Moça bonita
Seu olho brilha
Qual estrela matutina
Eu também não sei se é
Imagina minha sina
É o brilho puro da fé
Ou é só brilho feminino
Ou é só brilho de mulher

Moça bonita
Seu beijo pode
Me matar sem compaixão
Eu também não sei se é
Ou pura imaginação
Pra saber, você me dê
Esse beijo assassino
Nos seus braços de mulher

07Sétimo Céu

Sétimo Céu
Geraldo Azevedo e Fausto Nilo

Intérprete: Geraldo Azevedo

Eu e você
No mundo da lua de mel
Você e eu
Voando no sétimo céu
Dê no que dê
A gente não quer mais parar
Aconteceu
E eu quero de novo
Quero você
Ainda que faça chorar
Quero você
Sorrindo querendo ficar
Dá pra sentir
O teu coração bater no meu
Dá pra saber
Aonde esse amor vai desagüar
Pois quem tem amor
Pode rir ou chorar

08Dona da Minha Cabeça

Dona da Minha Cabeça
Geraldo Azevedo e Fausto Nilo

Intérprete: Geraldo Azevedo

Dona da minha cabeça ela vem como um carnaval
E toda paixão recomeça, ela é bonita, é demais
Não há um porto seguro, futuro também não há
Mas faz tanta diferença quando ela dança, dança

Eu digo e ela não acredita, ela é bonita demais
Eu digo e ela não acredita, ela é bonita, bonita
Digo e ela não acredita, ela é bonita demais
Eu digo e ela não acredita, ela é bonita, é bonita

Dona da minha cabeça quero tanto lhe ver chegar
Quero saciar minha sede milhões de vezes
Milhões de vezes

Na força dessa beleza é que eu sinto firmeza e paz
Por isso nunca desapareça
Nunca me esqueça, eu não te esqueço jamais
Eu digo e ela não acredita, ela é bonita demais
Eu digo e ela não acredita, ela é bonita, bonita
Digo e ela não acredita, ela é bonita demais
Eu digo e ela não acredita, ela é bonita, é bonita

09Dia Branco

Dia Branco
Geraldo Azevedo e Renato Rocha

Intérprete: Geraldo Azevedo

Se você vier
Pro que der e vier
Comigo

Eu lhe prometo o sol
Se hoje o sol sair
Ou a chuva
Se a chuva cair

Se você vier
Até onde a gente chegar
Numa praça
Na beira do mar
Num pedaço de qualquer lugar

Nesse dia branco
Se branco ele for
Esse tanto
Esse canto de amor
Oh! oh! oh

Se você quiser e vier
Pro que der e vier
Comigo

Se você vier
Pro que der e vier
Comigo

Eu lhe prometo o sol
Se hoje o sol sair
Ou a chuva
Se a chuva cair

Se você vier
Até onde a gente chegar
Numa praça
Na beira do mar
Num pedaço de qualquer lugar

E nesse dia branco
Se branco ele for
Esse canto
Esse tão grande amor
Grande amor

Se você quiser e vier
Pro que der e vier
Comigo

Comigo, comigo

10Só depois de muito amor eu vou embora

Só depois de muito amor eu vou embora
Geraldo Azevedo e Abel Silva

Intérprete: Geraldo Azevedo

A beleza brotou no seu sorriso
E os meus olhos colheram o seu olhar
Que escapavam do meu bicho indeciso
Entre querer fugir ou se entregar

Nesses dias de tantas amarguras
A esperança parece uma ilusão
É que a vida sem os sonhos é tão dura
E sem amar não suporta um coração

Eu nem ouço as conversas dessa gente
Teu abraço me espera, eu vou agora
À procura de água fresca e cama quente
E só depois de muito amor eu vou me embora

A beleza brotou no seu sorriso
E os meus olhos colheram o seu olhar
Que escapavam do meu bicho indeciso
Entre querer fugir ou se entregar

Nesses dias de tantas amarguras
A esperança parece uma ilusão
É que a vida sem os sonhos é tão dura
E sem amar não suporta um coração

Eu nem ouço as conversas dessa gente
Teu abraço me espera, eu vou agora
À procura de água fresca e cama quente
E só depois de muito amor eu vou me embora
À procura de água fresca e cama quente
E só depois de muito amor eu vou me embora

11Bicho de Sete Cabeças

Bicho de Sete Cabeças
Geraldo Azevedo, Renato Rocha e Zé Ramalho

Intérpretes: Elba Ramalho e Geraldo Azevedo

Não dá pé, não tem pé nem cabeça
Não tem ninguém que mereça, não tem coração que esqueça
Não tem jeito mesmo
Não tem dó no peito, não tem nem talvez
Ter feito o que você me fez, desapareça
Cresça e desapareça
Não tem dó no peito, não tem jeito
Não tem coração que esqueça
Não tem ninguém que mereça
Não tem pé, não tem cabeça
Não dá pé, não é direito
Não foi nada, eu não fiz nada disso e você fez um
Bicho de sete cabeças
Não dá pé, não tem pé nem cabeça
Não tem ninguém que mereça, não tem coração que esqueça
Não tem jeito mesmo
Não tem dó no peito, não tem nem talvez
Ter feito o que você me fez, desapareça
Cresça e desapareça
Não tem dó no peito, não tem jeito
Não tem ninguém que mereça, não tem coração que esqueça
Não tem pé, não tem cabeça
Não dá pé, não é direito
Não foi nada, eu não fiz nada disso e você fez um
Bicho de sete cabeças

12Chorando e Cantando

Chorando e Cantando
Geraldo Azevedo e Fausto Nilo

Intérpretes: Elba Ramalho e Geraldo Azevedo

Quando Fevereiro chegar
Saudade já não mata a gente
A chama continua
No ar
O fogo vai deixar semente
A gente ri a gente chora
a gente chora
Fazendo a noite parecer um dia
Faz mais
Depois faz acordar cantando
Pra fazer e acontecer
Verdades e mentiras
Faz crer
Faz desacreditar de tudo
E depois
Depois amor ô, ô, ô, ô

Ninguém, ninguém
Verá o que eu sonhei
Só você meu amor
Ninguém verá o sonho
Que eu sonhei

Um sorriso quando acordar
Pintado pelo sol nascente
Eu vou te procurar
Na luz
De cada olhar mais diferente
Tua chama me ilumina
Me faz
Virar um astro incandescente
O teu amor faz cometer loucuras
Faz mais
Depois faz acordar chorando
Pra fazer acontecer
Verdades e mentiras
Faz crer
Faz desacreditar de tudo
E depois
Depois do amor ô, ô, ô, ô

13Ai que saudade d'ocê

Ai que saudade d'ocê
Vital Farias

Intérprete: Elba Ramalho

Não se admire se um dia, um beija flor invadir
A porta da tua casa, te der um beijo e partir
Foi eu que mandei o beijo que é pra matar meu desejo
Faz tempo que eu não te vejo, ai que saudade d'ocê
Se um dia ocê se lembrar, escreva uma carta pra mim
Bote logo no correio, com frases dizendo assim
Faz tempo que eu não te vejo, quero matar meu desejo
Lhe mando um monte de beijo ai que saudade sem fim
E se quiser recordar aquele nosso namoro, quando eu ia viajar
Você caía no choro, eu chorando pela estrada, mas o que eu posso fazer
Trabalhar é minha sina, eu gosto mesmo d'ocê

14Chão de Giz

Chão de Giz
Zé Ramalho

Intérprete: Elba Ramalho

Eu desço dessa solidão
Espalho coisas sobre um chão de giz
Há meros devaneios tolos a me torturar
Fotografias recortadas em jornais de folhas
Amiúde

Eu vou te jogar num pano de guardar confetes
Eu vou te jogar num pano de guardar confetes

Disparo balas de canhão é inútil
Pois existe um Grão-Vizir

Há tantas violetas velhas sem um colibri

Queria usar, quem sabe, uma camisa de força
Ou de Vênus

Mas não vou gozar de nós apenas um cigarro
Nem vou lhe beijar gastando assim o meu batom

Agora pego um caminhão, na lona
Vou a nocaute outra vez
Pra sempre fui acorrentada
No seu calcanhar
Meus vinte anos de "boy"
That's over baby!
Freud explica

Não vou me sujar fumando apenas um cigarro
Nem vou lhe beijar gastando assim o meu batom

Quanto ao pano dos confetes, já passou o meu carnaval
E isso explica porque o sexo é assunto popular

No mais estou indo embora, baby
No mais estou indo embora
No mais embora baby, baby
No mais estou indo embora
No mais estou indo embora, baby
No mais estou embora baby
No mais estou indo embora
No mais

15Sangrando

Sangrando
Gonzaguinha

Intérprete: Elba Ramalho

Quando eu soltar a minha voz
Por favor entenda
Que palavra por palavra
Eis aqui uma pessoa se entregando

Coração na boca
Peito aberto
Vou sangrando
São as lutas dessa nossa vida
Que eu estou cantando

Quando eu abrir minha garganta
Essa força tanta
Tudo que você ouvir
Esteja certa
Que estarei vivendo

Veja o brilho dos meus olhos
E o tremor nas minhas mãos
E o meu corpo tão suado
Transbordando toda a raça e emoção

E se eu chorar
E o sal molhar o meu sorriso
Não se espante, cante
Que o teu canto é a minha força
Pra cantar

Quando eu soltar a minha voz
Por favor, entenda
É apenas o meu jeito de viver
O que é amar

16Na Base da Chinela /Qui Nem Jiló /Eu Só Quero Um Xodó

Na Base da Chinela /Qui Nem Jiló /Eu Só Quero Um Xodó
Jackson do Pandeiro e Rosil Cavalcanti; Luiz Gonzaga e Humberto Teixeira; Dominguinhos e Anastacia

Intérprete: Elba Ramalho

Eu fui dançar um baile na casa da Gabriela
Nunca vi coisa tão boa
Foi na base da chinela

O sujeito ia chegando tirava logo o sapato
Se tivesse de botina sola grossa bico chato
Entrava pra dançar no baile da Gabriela
Tirando meia e sapato
Calçando par de chinela

O baile estava animado só na base da chinela
Toda turma disputava dançar com a Gabriela
Requebrar naquela base no salão só tinha ela
Todos convidados riam
Gostando da base dela
Jogaram no salão pimenta bem machucada
O baile da Gabriela acabou com chinelada

Home numa pisada dessa eu vou
Até amanhecer dia
Só nessa base a chinelinha no chão

Se a gente lembra só por lembrar
Do amor que a gente um dia perdeu
Saudade inté que assim é bom
Pro cabra se convencer
Que é feliz sem saber
Pois não sofreu
Porém se a gente vive a sonhar
Com alguém que se deseja rever
Saudade, entonce, ai é ruim
Eu tiro isso por mim
Que vivo doido a sofrer
Ai quem me dera voltar
Pros braços do meu xodó
Saudade assim faz roer
E amarga que nem jiló
Mas ninguém pode dizer
Que me viu triste a chorar
Saudade, o meu remédio é cantar.

Que falta eu sinto de um bem
Que falta me faz um xodó
Mas como eu não tenho ninguém
Eu levo a vida assim
tão só
eu só quero um amor
que acabe o meu sofrer
um xodó pra mim
do meu jeito
assim
que alegre o meu viver
eu só quero um amor
que acabe o meu sofrer
um xodó pra mim
do meu jeito assim
que alegre o meu viver

que falta eu sinto de um bem
que faltae faz um xodó
mas como eu nao tenho ninguém
eu levo a vida assim
tão só
eu só quero um amor
que acabe o me sofrer
um xodó pra mim
do meu jeito assim
que alegre o meu viver

Se a gente lembra só por lembrar
Do amor que a gente um dia perdeu
Saudade inté que assim é bom
Pro cabra se convencer
Que é feliz sem saber
Pois não sofreu
Porém se a gente vive a sonhar
Com alguém que se deseja rever
Saudade, entonce, ai é ruim
Eu tiro isso por mim
Que vivo doido a sofrer
Ai quem me dera voltar
Pros braços do meu xodó
Saudade assim faz roer
E amarga que nem jiló
Mas ninguém pode dizer
Que me viu triste a chorar
Saudade, o meu remédio é cantar.

17Ciranda da Rosa Vermelha

Ciranda da Rosa Vermelha
Alceu Valença

Intérpretes: Alceu Valença e Elba Ramalho

Teu beijo doce
Tem sabor do mel da cana
Ô Mariana, Mariá, meu doce amor
Sou tua cana, teu engenho, teu moinho
Mas sou feito um passarinho
Que se chama beija-flor

Sou tua cana, teu engenho, teu moinho
Mas sou feito um passarinho
Que se chama beija-flor

Se bato assas pra beijar as outras flores
Tu sentes dores
Um ciúme e um calor
Que toma o peito, o teu corpo
E invade a alma
Só meu beija-flor acalma

Serei sempre o seu amor
A rosa vermelha
É do bem querer
A rosa vermelha e branca
Hei de amar até morrer

Teu beijo doce
Tem sabor do mel da cana
Sou tua ama, tua escrava
teu amor
Sou tua cana, teu engenho, teu moinho
És feito um passarinho
Que se chama beija-flor
Sou tua cana, teu engenho, teu moinho
És feito um passarinho
Que se chama beija-flor

Sou rosa vermelha
Ai! Meu bem querer
Beija-flor sou tua rosa
E hei de amar-te até morrer

Sou rosa vermelha
Ai! Meu bem querer
Beija-flor sou tua rosa
E hei de amar-te até morrer

Quando tu voas
Pra beijar as outras flores
Eu sinto dores
Um ciúme e um calor
Que toma o peito, o meu corpo
E invade a alma
Só meu beija-flor acalma
Tua escrava, meu senhor
Que toma o peito, o meu corpo
E invade a alma
Só meu beija-flor acalma
Tua escrava, meu senhor

Sou rosa vermelha
Ai! Meu bem querer
Beija-flor sou tua rosa
E hei de amar-te até morrer

Sou rosa vermelha
Ai! Meu bem querer
Beija-flor sou tua rosa
E hei de amar-te até morrer

18Flor de Laranjeira

Flor de Laranjeira
Alceu Valença

Intérprete: Alceu Valença e Elba Ramalho

Hoje eu sonhei que ela voltava
E vinha muito mais que linda
À meia luz me acordava
Cheirando a flor de tangerina
Eu lhe amava e mergulhava
No seu olhar de azul piscina
E docemente me afogava
Em suas águas cristalinas
Eu suas águas
Depois sonhei que ela voltava
E dessa vez bem mais que linda
À meia luz me afagava
E sua pele era tão fina
Quando acordei meu bem chegava
Não sei se ela me quer ainda
Chegar assim de madrugada
Desconfiada e meio tímida.

19La Belle de Jour / Girassol

La Belle de Jour / Girassol
Composição: Alceu Valença

Intérprete: Alceu Valença

Ah hei! Ah hei! Ah hei!
Ah hei! Ah hei! Ah hei!

La Belle de Jour!
Belle de Jour!
Oh! Oh!La Belle de Jour
Era a moça mais linda
De toda a cidade
E foi justamente pra ela
Que eu escrevi o meu primeiro blues
Mas Belle de Jour
No azul viajava
Seus olhos azuis como a tarde
Na tarde de um domingo azul
La Belle de Jour!

Ah hei! Ah hei! Ah hei!

Mar e Sol
Gira, gira, gira
Gira, gira, gira, gira, girassol

Um girassol nos teus cabelos
Batom vermelho, girassol
Morena flor do desejo
Ah, teu cheiro em meu lençol!​ (2x)​

Desço pra rua, sinto saudade
Gata selvagem, sou caçador
Morena flor do desejo
Ah, teu cheiro matador!

Mar e Sol
Gira, gira, gira
Gira, gira, gira, gira, gira

20Coração Bobo

Coração Bobo
Alceu Valença

Intérprete: Alceu Valença

Meu coração tá batendo
Como quem diz:
"Não tem jeito!"
Zabumba bumba esquisito
Batendo dentro do peito...

Teu coração tá batendo
Como quem diz:
"Não tem jeito!"
O coração dos aflitos
Pipoca dentro do peito
O coração dos aflitos
Pipoca dentro do peito...

Coração-bôbo
Coração-bola
Coração-balão
Coração-São-João
A gente
Se ilude, dizendo:
"Já não há mais coração!"...

Coração-bôbo
Coração
Coração-bola
Coração-balão
São-João
A gente
Se ilude, dizendo:
"Já não há mais coração!"...

​Eu disse ​Bôbo, bôbo, bôbo, bôbo, bola
Bola, bola, bola, bola
Bola, bola de balão
A gente
Se ilude, dizendo:
"Já não há mais coração!"
​E vamos agora ​todo mundo de repente
Todo mundo se oriente
batendo palma da mão
A gente
Se ilude, dizendo:
"Já não há mais coração!"...

​Eu disse ​Bôbo, bôbo, bôbo, bôbo, bola
Bola, bola, bola, bola
Bola, bola de balão

A gente
Se ilude, dizendo:
"Já não há mais coração!"...​ (2x)
 
É bôbo
É bola
Balão
São João​
A gente
Se ilude, dizendo:
"Já não há mais coração!"​ (2x)​
 
A gente
Se ilude, dizendo:
"Já não há mais coração!"​ 

21Cabelo no Pente

Cabelo no Pente
Alceu Valença e Vicente Barreto

Intérprete: Alceu Valença

Ai, ai, ai, ô, ô, ô
Eu também quero, quero "Pisa na Fulô"
Andei pisando pelas ruas do passado
criando calo no meu pé caminhador
dançando um xote, tropeçei com harmonia
ne melodia de "Pisa na Fulô" (2x)Andei passando como as águas, como o vento
como todo sofrimento que enfim me calejou
terei futuro deslizando no presente
como cabelo no pente, que penteia meu amorAi, ai, ai, ô, ô, ô
Eu também quero, quero "Pisa na Fulô"
 

--

Vivien Drumond
Assessora de comunicação
Celular: +55 21 98756-7742

22Morena Tropicana

Morena Tropicana
Alceu Valença e Vicente Barreto

Intérprete: Alceu Valença

Da manga rosa
Quero gosto e o sumo
Melão maduro, sapoti, juá
Jaboticaba, teu olhar noturno
Beijo travoso de umbu cajá
Pele macia
Ai! carne de caju!
Saliva doce, doce mel
Mel de uruçu
Linda morena
Fruta de vez temporana
Caldo de cana caiana
V​ou te​ desfrutar!
Linda morena
Fruta de vez temporana
Caldo de cana caiana
V​em me desfrutar!
Morena Tropicana
Eu quero teu sabor
Ai! Ai! Ioiô! Ioiô!
Morena Tropicana
Eu quero teu sabor
Ai! Ai! Ioiô! Ioiô!
Da manga rosa
Quero gosto e o sumo
Melão maduro, sapoti, juá
Jaboticaba, teu olhar noturno
Beijo travoso de umbu cajá
Pele macia
Ai! carne de caju!
Saliva doce, doce mel
Mel de uruçu
Linda morena
Fruta de vez temporana
Caldo de cana caiana
Vou te desfrutar!
Linda morena
Fruta de vez temporana
Caldo de cana caiana
Vem me​ ​desfrutar!
Morena Tropicana
Eu quero teu sabor
Ai! Ai! Ioiô! Ioiô!
Morena Tropicana
Eu quero teu sabor
Ai! Ai! Ioiô! Ioiô!

23Taxi Lunar

Taxi Lunar
Geraldo Azevedo, Zé Ramalho e Alceu Valença

Intérpretes: Alceu Valença, Elba Ramalho e Geraldo Azevedo

Pela sua cabeleira, vermelha
Pelos raios desse sol, lilás
Pelo fogo do seu corpo, centelha
Belos raios desse sol
 
Apenas apanhei na beira-mar
Um táxi pra estação lunar
​Apenas apanhei na beira-mar
Um táxi pra estação lunar
Bela linda criatura, bonita
Nem menina, nem mulher
Tem espelho no seu rosto de neve
Nem menina, nem mulher
Apenas apanhei na beira-mar
Um táxi pra estação lunar
​Apenas ​apanhei na beira-mar
Um táxi pra estação lunar
Ela me deu o seu amor, eu tomei
No dia dezesseis de Maio, viajei
Espaçonave atropelado, procurei
​seu amor aperreado
Apenas apanhei na beira-mar
Um táxi pra estação lunar
​Apenas apanhei na beira-mar
Um táxi pra estação lunar
Pela sua cabeleira, vermelha
Pelos raios desse sol, lilás
Pelo fogo do seu corpo, centelha
Belos raios desse sol
Apenas apanhei na beira-mar
Um táxi pra estação lunar
A​penas a​panhei na beira-mar
Um táxi pra estação lunar
Bela linda criatura, bonita
Nem menina, nem mulher
Tem espelho no seu rosto de neve
Nem menina, nem mulher
Apenas apanhei na beira-mar
Um táxi pra estação lunar
A​penas a​panhei na beira-mar
Um táxi pra estação lunar
Apenas apanhei na beira-mar
Um táxi pra estação lunar
Apenas apanhei na beira-mar
Um táxi pra estação lunar

24Ciranda da traição

Ciranda da traição
Alceu Valença

Intérpretes: Alceu Valença, Elba Ramalho e Geraldo Azevedo

O amor tem seus caprichos, traiçoeiro
É da paz e é da guerra, traiçoeiro
É da trégua e do conflito, traiçoeiro
É verão e primavera, traiçoeiro
Um dia sorriso e festa, traiçoeiro
No outro gelado e frio, traiçoeiro
E deixa a alma deserta, traiçoeiro
Na solidão do vazio
É no balanço das ondas
No vai e vem da paixão
Que eu canto essa ciranda de ciúme é traição

25Pelas Ruas que Andei

Pelas Ruas que Andei
Alceu Valença e Vicente Barreto

Intérpretes: Alceu Valença, Elba Ramalho e Geraldo Azevedo

Na Madalena revi teu nome
Na Boa Vista quis te encontrar
Rua do Sol da Boa Hora
Rua da Aurora, vou caminhar (2x)
Rua das Ninfas, matriz saudade
Na soledade de quem passou
Rua Benfica, Boa Viagem
Na Piedade tanta dor
Pelas ruas que andei, procurei
Procurei, procurei te encontrar (4x)